Shirley.comtudo
Open Panel
Shirley

Deputados parabenizam Polícia Civil pela promoção após 16 anos de luta

Jorge Everton, Renan Filho e Jeferson Alves destacaram o papel da Assembleia Legislativa nesta conquista

Durante a sessão remota desta terça feira (21), deputados parabenizaram o governador do estado Antônio Denarium e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jalser Renier (SD), pelo trabalho conjunto que resultou na promoção de mais de 730 policiais civis de nove categorias, ocorrido nesta segunda feira.

O deputado Jorge Everton (PMDB), que já foi delegado geral da Polícia Civil de Roraima, agradeceu o apoio dos colegas de parlamento pela conquista desse sonho. Essa promoção, na avaliação dele, é um momento ímpar para os profissionais e deve ser comemorado.

Leia mais: Deputados parabenizam Polícia Civil pela promoção após 16 anos de luta

Coral do Abrindo Caminhos lança novo clipe virtual com mensagem de otimismo

Música escolhida foi gravada de forma remota por 20 alunos

“Que Maravilha Viver”, versão em português do clássico “What a Wonderful World” de Louis Armstrong, um dos maiores cantores de jazz do mundo. Com essa canção, 20 alunos do programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa, gravaram um vídeo para falar da importância de valorizar as coisas simples da vida.

Por conta da pandemia, as crianças e adolescentes ensaiaram e gravaram o vídeo de casa, com a ajuda dos professores que enviaram as orientações pelo WhatsApp. (Assista ao videoclipe clicando aqui https://www.youtube.com/watch?v=iDqODR_wyKg&feature=youtu.be.)

A maestrina Kastorijane Oliveira contou que a escolha da canção levou em conta o momento atual. “Produzimos um playback da música, enviamos no grupo da turma para os alunos ensaiarem. A letra dessa música tem tudo a ver com o que estamos passando, pois estamos valorizando mais a vida, estamos prestando atenção nas coisas simples da vida”, disse a professora.

Leia mais: Coral do Abrindo Caminhos lança novo clipe virtual com mensagem de otimismo

LEI ALDIR BLANC - Presidente da Assembleia vai trabalhar para garantir que recurso beneficie setor cultu

Grupo buscou apoio do presidente da Casa, Jalser Renier, que anunciou a realização de uma audiência com artistas e gestores

O Movimento Pela Cultura de Roraima, representante de um dos segmentos mais afetados pela crise diante da impossibilidade de realização de atividades presenciais durante a pandemia, pediu apoio da Assembleia Legislativa. Isso porque a Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, sancionada como forma de apoio emergencial ao setor de arte e cultura, destinou cerca de R$ 10 milhões para beneficiar artistas do Estado, mas para que isso ocorra, algumas exigências devem ser obedecidas.

O presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier (SD), pontuou que o primeiro passo para a articular a solução dessa demanda será a realização de uma audiência pública. “Eu estou propondo uma audiência com o governador, com todos os prefeitos, porque existem recursos que também serão enviados para as prefeituras e existem muitos artistas do interior que não têm conhecimento sobre esse benefício. O que nós queremos é encontrar um ponto comum para que esse recurso chegue para todos os artistas do Estado de Roraima”, explicou Jalser Renier.

Após a audiência, a Assembleia Legislativa continuará articulando junto ao Poder Executivo para garantir a implementação desta lei em tempo hábil. “A gente precisa do apoio da Secretaria de Cultura para que a gente ordene rapidamente esse comando, para evitar que este recurso volte para o Governo Federal”, alertou.

Durante a reunião, Jalser falou da intenção de apresentar um projeto de lei para garantir que todas as apresentações musicais, depois da pandemia, tenham obrigatoriamente a participação de artistas locais. “Nós queremos valorizar os artistas porque entendemos que essa categoria foi muito atingida por essa pandemia. Muitas pessoas ficaram sem trabalho, sem oportunidade, sem mostrar o seu trabalho musical e o que nós queremos agora é amenizar isso”, concluiu.

Leia mais: LEI ALDIR BLANC - Presidente da Assembleia vai trabalhar para garantir que recurso beneficie setor...

Pesquisa da Estácio aponta que é lenta a evolução jurídica para combater crimes cibernéticos

Crimes digitais

A internet é terra sem lei? Pelos exemplos que os brasileiros já tiveram a oportunidade de acompanhar, não é bem assim. Já existem previsões legais para atuar contra as práticas criminosas que surgem a todo instante no ambiente virtual. No entanto, a maioria da população ainda continua com a sensação de que os crimes cibernéticos não são punidos.

Para o formando de Direito da Estácio da Amazônia, Thiago Vieira de Andrade, isso acontece porque a dificuldade em combater os crimes digitais está relacionada à lenta evolução da legislação penal brasileira, que não acompanha “a evolução extremamente rápida de tecnologias”. “Ao mesmo tempo em que ainda existem falhas na produção de provas, vez que a tecnologia avançada permite que cibercriminosos atuem de forma anônima na prática de delitos virtuais”, completa.

De acordo com Andrade, é necessário que o Direito Penal busque a evolução na mesma intensidade em que ocorre o surgimento de novas práticas criminosas. Somente dessa forma, afirma o graduando, haverá a proteção da sociedade e aplicação de lei de forma eficaz. Os crimes virtuais vão desde a invasão de dados em computadores e ataques de vírus, como os crimes contra a honra [calúnia, difamação e injúria], assédio sexual, estelionato e pornografia infantil.

Leia mais: Pesquisa da Estácio aponta que é lenta a evolução jurídica para combater crimes cibernéticos

Núcleo de Acesso ao Crédito em Roraima, será lançado pela Fier no próximo dia 21

O Núcleo é uma estrutura de atendimento ao setor empresarial

FIER fará o lançamento do Núcleo de Acesso ao Crédito em Roraima No dia 21 de julho, às 16h, a Federação das Indústrias do Estado de Roraima (FIER) irá realizar uma live de lançamento do Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC), por meio de seu canal no YouTube (SistemaFIER). O Evento será gratuito e contará com a participação do diretor de desenvolvimento industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Carlos Eduardo Abijaodi, e com uma palestra da consultora da CNI, Maria Aparecida Bogado, sobre acesso ao crédito no contexto atual. Além disso, será apresentado o modelo de atendimento do NAC Roraima. O Núcleo é uma estrutura de atendimento ao setor empresarial encontrada nas Federações Estaduais de Indústrias, que oferecem serviços padronizados de orientação, capacitação, assessoria e consultoria ao crédito às micro, pequenas e médias empresas do setor industrial. Há também a divulgação de oportunidades de crédito, distribuição de material informativo, realização de cursos, palestras e seminários em temas relacionados a gestão financeira. Ao buscar atendimento no NAC Roraima, os empresários industriais receberão a indicação das melhores linhas de crédito concedidas por instituições financeiras, de acordo com as suas necessidades, aumentando assim as chances de ter o empréstimo aprovado. O link de transmissão do evento estará disponível ao público nas redes sociais da FIER (Instagram: @sistemafier / Facebook: fierfederacao) e no site institucional (fier.org.br). Para mais esclarecimentos sobre a atuação do Núcleo, deve-se entrar em contato com a Federação por meio dos telefones (95) 4009-5351 ou 99128-3921 (WhatsApp). Consultora Maria Aparecida Rosa Vital Brasil Bogado: Graduada em Ciências Econômicas, pela AEUDF, pós-graduada em Administração e Marketing pela Fundação Getúlio Vargas, e em Gestão Pública pela Universidade Federal de Santa Catarina. É especializada em Financiamento e Investimento, com 30 anos de experiência no Sistema Financeiro Nacional. Ministra cursos, workshop e profere palestras nas áreas de Crédito, Finanças e Políticas Públicas aplicadas às Micro e Pequenas Empresas.